5 passos para superar a manifestação da sombra

Estas últimas semanas foram bem desafiadoras. Fiquei doente e isso desencadeou uma série de processos ligados à minha sombra.

Falar sobre a sombra é um assunto extenso, que abarca uma série de conceitos gerais e outros individuais.  O assunto é tão fascinante que vou fazer uma série de posts mais aprofundados, explicando melhor as teorias. Por ora, no fim deste post coloco algumas indicações para aqueles que desejem uma introdução.

Neste texto darei uma visão pessoal sobre os processos internos da sombra. Defino a sombra como características, sentimentos, energias e pensamentos que não dou atenção, que acredito que são negativos e/ou impróprios e relego a um canto empoeirado da minha mente. Só que na verdade, gostando ou não, me sentindo cômoda ou não com eles, eles também são parte do meu ser e merecem tanta atenção e polimento quanto qualquer outra característica tida como mais positiva. E se você não vai até a montanha de sentimentos relegados, essa montanha desaba na sua cabeça de vez em quando pedindo cuidados.

Depois tantos anos estudando desenvolvimento pessoal e fazendo trabalhos espirituais, os momentos em que a minha sombra se manifesta são sempre um grande aprendizado e um desafio ainda maior. Isso porque, pelo menos para mim, a forma como ela se manifesta é sempre mais sutil e profunda que a vez anterior superada. Nem sempre o que eu fiz antes dá certo de novo, sendo no fim um grande exercício de autoconhecimento.

Pode parecer desanimador (afinal a gente quer se aprofundar pessoal e espiritualmente para não ter que passar mais por isso, né?), mas é fantástico. Se o tropeço for no mesmo ponto que da vez anterior, é sinal que ainda tenho que lapidar e polir mais algumas crenças limitantes e dores internas de forma mais intensa. Se for completamente diferente, é sinal que estou pronta para dar mais um passo na minha evolução, limpando ainda mais meu mundo interno para que permita que a minha alma se manifeste cada vez mais.

Hoje o post é bem autobiográfico. Deixarei as teorias e conceitos mais empregados sobre sombra para os próximos textos e compartilharei agora os cinco passos que elaborei para detectar, entender e superar os meus momentos de sombra. 

 

Eu criei um caderno de exercícios bem detalhado e com várias informações adicionais para que você faça esses passos de um jeito bem especial!  

 

silhouette-series-2-1200029-recorte freeimages

1º Passo) Assumir o momento sombrio e entender o processo que trouxe a sombra à tona

 

A primeira coisa é você assumir que está em um momento sombrio. Para mim, momentos sombrios se manifestam como um espiral descendente, na qual com o passar do tempo caio mais e vou me afundando em uma sensação escura. De acordo com o que desencadeou a sombra, posso ficar triste e deprimida ou irritadiça e agressiva.

Conforme nós nos aprofundamos em um trabalho interno e vamos entendendo essas características mal trabalhadas, a sombra vai se tornando mais sutil e se manifestando em características que possuem desequilíbrios cada vez mais profundos. A sua maior sombra muitas vezes pode se esconder em sua maior qualidade. Isso porque as qualidades são características fortes na sua personalidade que são positivas porque o seu estado de espírito é positivo. Em um bom momento, essa qualidade é uma grande mola propulsora para grandes feitos, mas em um mau momento essa mesma qualidade pode ser o que te afunda. Por exemplo: quando uma atitude é determinação e quando é teimosia?

Assumindo o momento sombrio e tendo em mente os conceitos que acabei de comentar, comece então a observar seus pensamentos, sentimentos e ações. Você deve fazer uma análise para entender qual é a característica sua que está vindo à tona: raiva, agressividade, rebeldia, vitimismo, desespero, insegurança, solidão…

Detectada a característica mais forte que está se manifestando, veja como ela se faz presente e quais são os artifícios que ela usa para levar você cada vez mais fundo nessa espiral descendente, no círculo vicioso da sombra. Você briga com todo mundo e se sente mal? Você chora até cansar? Você tem mil pensamentos de ódio e se sente exausto mentalmente?

 

  shadow_walking_feet_80565_o freeimages - reduzido

2º Passo) Descobrir qual é o comportamento que anula esse processo

 

Como você já detectou a forma como a sombra se faz presente e seus artifícios, agora vamos pensar como anular isso. Em vários casos pode ser o comportamento oposto, mas isso não é regra.

Se por exemplo você viu que está intolerante e irritadiço, pode ser que o comportamento para anular o afundamento na sombra seja ter paciência. Ou não querer ter razão sempre. Ou ser mais amoroso. Ou olhar o outro com mais empatia. Ou aprender a escutar. Ou aprender a não dar ouvidos. Ou aprender a ter uma postura mais ativa, não se expondo a comentários desnecessários. Ou…

Enfim, cada momento é um momento. De repente, podem ser todas as alternativas acima, mas cada uma em um momento. Não tem resposta pronta, mas sim um olhar profundo e corajoso para o que realmente está doendo dentro da gente, o que está clamando por cuidados. E aí está a beleza do caminho de aprendizado e evolução.

 

stockvault-runner-gone112159

3º Passo) Por a constatação em ação.

 

Parece óbvio, só que não!

Quando estamos em um momento sombrio, a inércia é enorme e geralmente a tendência é sempre o movimento descendente. Tudo leva a pessoa cada vez mais para o fundo do posso.

Por isso é tão importante entender que a ação é um passo próprio, e não um complemento do passo 2. Temos que fazer um esforço tremendo para nadarmos contra essa maré e pormos em prática aquele comportamento que anula o movimento sombrio.

Sabendo o comportamento que ajudará nesse processo, devemos traçar estratégias para que ele se manifeste e o momento sombrio comece a ser superado.

Vamos começar com situações que peçam apenas um passo individual. Dependendo do comportamento e situação, você pode desde escrever lembretes em lugares visíveis até traçar um plano com ações e metas para pô-lo em prática. Caso seja, por exemplo, comer menos alimentos que lhe façam mal, uma estratégia seria ir até a despensa e retirar todos esses alimentos de lá. Caso seja você se animar, uma frase ou mantra escrito em um post it no computador pode ser uma ideia.

Se a manifestação sombria envolve outras pessoas, uma ótima alternativa é a visualização da situação sendo conduzida dentro desse comportamento adequado (seu!!! – nada de querer que a pessoa tenha a atitude perfeita para que tudo “dê certo”). Repita a visualização várias vezes, até que a mente a incorpore. Dessa forma, o comportamento surgirá de forma mais natural quando a situação ocorrer, pois você reforçou o comportamento adequado em detrimento do comportamento que o momento sombrio estava manifestando.

 

 

stockvault-fall-season138191 - reduzido

4º Passo) Ver o resultado, agradecer e o ancorar internamente

 

Quando você consegue manifestar o comportamento adequado, o momento sombrio começa a perder força e está a caminho de ser superado. Ver esse movimento é uma das maiores lições que podemos ter durante o nosso caminho. É quase mágico ver que aquelas situações que eram tão dolorosas até pouco tempo atrás estão mais leves e tranquilas.

Observe atentamente o movimento. A grande função de nossa sombra se manifestar é o nosso aprendizado. Então olhe o conjunto todo e tire de tudo isso as lições que achar necessárias.

Agradeça. Veja a beleza de tudo isso. Sinta-se feliz por ser capaz de superar suas dificuldades internas, de promover sua cura e de ser cada vez melhor como ser humano. Permita que a gratidão permeie esse momento.

Mais ainda: agradeça à sua sombra. Ela surgiu para ajudar no seu aprendizado. Ela foi uma manifestação de que as coisas não estavam bem e você precisava reajustar sua rota. Ela também pode ter surgido para curar algo que estava machucado aí dentro. Agradeça pelo aprendizado e pela cura.

E com todos esses sentimentos positivos e com o empoderamento que essa superação traz, ancore dentro de si este momento. Grave na memória, no coração e na alma todos esses sentimentos, sensações, aprendizados e qualidades. Isso é fundamental para deixar você cada vez mais forte e apto para superar os próximos momentos sombrios.

 

 

5º Passo) Observar todo o processo e verificar se há outro aspecto da sombra se manifestando

 

No primeiro passo nós detectamos a característica mais forte que estava se manifestando no momento sombrio e, em seguida, traçamos estratégias para superá-la. No entanto, alguns processos sombrios possuem mais de uma característica e agora é o momento de procurar a próxima.

Pode ser que você ainda se sinta mal (espero que não tão mal quanto começou) e ainda tenha mais faxina pela frente. Neste caso, a gente repete os passos anteriores, detectando a característica que aflorou, entendendo qual é o comportamento que ela usa para se manter, descobrindo qual é o comportamento anulador e traçando estratégias para manifestá-lo. Sempre ancorando o aprendizado no final.

Acredito ser fundamental fazer a revisão do quinto passo, pois estando melhor e mais fortalecido você poderá se dar conta de características e sentimentos que não estavam tão claros no passo 1. E reforço a grande beleza dessa jornada: é tudo aprendizado! Quanto mais você se empenhar nessa busca, mais frutos colherá e mais rápida será a superação de dores e dificuldades internas.

Eu sugeri aqui esses cinco passos porque eles são a explicação mais detalhada do processo de superação. Haverá momentos em que os processos serão rápidos e você mal sentirá os passos acontecendo. Haverá dias que é preciso olhar atentamente cada passo, pois as coisas estão bem escondidas.

Espero que este texto tenha sido elucidativo e ajude os seus processos sombrios. Escrevi de forma bem usual, detalhando como as coisas acontecem para mim e desejando que isso ajude a você se encontrar dentro da sua jornada interna.

Baixe o caderno de exercícios e veja as explicações de forma mais detalhada, com exemplos, mais exercícios e campos para você anotar todas as suas observações do processo.

 

 

Se ficou alguma dúvida, escreva nos comentários. Ah, comente abaixo como são seus processos internos, assim posso direcionar melhor os próximos posts sobre a nossa sombra.

 

Gratidão por compartilhar a jornada comigo e nos vemos em breve!

Sigamos vendo a beleza em toda a jornada!

 


 

Começando a entender o assunto:
  • efeito sombra Eu indico o livro “Efeito Sombra” de Debbie Ford, Deepak Chopra e Marianne Williamson, que trata de forma aprofundada sobre o assunto, sob o ponto de vista de cada um dos co-autores.

 

  • Debbie Ford posteriormente gravou um documentário sobre o Efeito Sombra, que está disponível no Youtube: