Siga o mestre… ou seja, você!

Continuando a história, conto aqui a minha segunda reflexão. Tenho visto muitas pessoas fugirem de seu papel de maestria e mais pessoas ainda criticando aquelas que assumem esse papel.

No Dicionário Informal, encontrei uma definição que se afina mais com meu conceito sobre o que é maestria:
A conceituação de maestria deriva do sânscrito “mah” que significa – maior. A maestria implica em não só fazer o que se sabe para produzir resultados, mas ir além, dominando os princípios subjacentes ao resultado.

Estamos viciados em conflitos?

Meu filho mais velho adora programas de culinária, especialmente competições do tipo Master Chef e Bake Off Brasil, portanto sempre vemos o que está rolando nesse gênero. Na semana passada assisti um trecho do Master Chef Junior e fiquei com uma sensação diferente.

Não assisti o episódio inteiro, apenas a prova final, mas quando terminou eu estava em um estado de espírito que há tempos não tinha ao assistir televisão, principalmente competições desse tipo. Eu estava feliz e tranquila. E achei muito estranho.

Não se importar com o que as outras pessoas dizem

“As pessoas admiram suas qualidades em silêncio, e julgam seus defeitos em voz alta.” Assim começa o texto de Nathali Macedo onde ela analisa as pessoas, suas reações, a forma como interagem e como devemos reagir àqueles que, no mínimo, não querem que cresçamos.

Existe “caminho certo”?

De todas as dúvidas que tive (e olha que foram várias) as mais difíceis de sanar eram aquelas que iam de encontro com o “jeito certo” de fazer as coisas. As fórmulas do sucesso, as posturas adequadas, a palavra ideal, o jogo certeiro.

Muitas vezes sentimos que há uma fórmula a seguir, que geralmente envolve uma profissão bem vista, casamento, filhos, boa casa, relações cordatas com todos ao redor, uma passiva aceitação das coisas que “são assim mesmo”, empenho em encenar situações pelo bem social, como festas (de empresa ou de família), sorriso amarelo e concordante com frases e posturas das pessoas ao redor, com as quais muitas vezes não temos a menor sinergia.