Falando sobre Missão de Alma

Por mais que caminhemos em uma praia, nunca traçaremos a mesma rota que outra pessoa que acabou de passar lá. Porque cada trilha é única. Cada pegada é única. A sua história única lhe ensinou a ver a vida sob um olhar único, a encontrar uma solução única, a desenvolver um produto único, a montar um negócio único, a ensinar de um jeito único.

Gratidão aos fins e força nos recomeços – Tudo é ciclo!

Este ano foi marcadamente, para mim, uma sequência de lições sobre a importância dos ciclos.
Foi um ano 9 (2+0+1+6) e isso reverberou em mim como uma onda de encerramentos e desconstruções. Uma série de opiniões e conceitos sobre a vida, negócios, espiritualidade e saúde ruíram, dando lugar a novos pontos de vista e experiências. Dificuldades e dores me fizeram encarar novamente as minhas sombras e descobrir ainda mais luzes que estavam disfarçadas.

Agora cabe honrar o fim deste ano e agradecer tudo o que aprendi. E o fim do ano coincide com o começo do Verão, cujo Solstício neste ano ocorre no dia 21 de dezembro. Então, vou juntar o fim de 2016 e o começo do Verão e de 2017 para criar um grande ritual pessoal de encerramento e recomeço. Bom, como fins também devem ser festejados vou fazer isso com um grupo de amigos na quarta-feira, em um parque local.

Para aqueles que não podem ir (a maioria, né, afinal é quarta-feira à tarde) eu resolvi criar um e-book com a sequência de atividades que vão marcar esse dia. Nele eu falo mais sobre ciclos, sobre o Solstício, como encerrar e agradecer 2016, a se sintonizar com a energia do Verão e a criar um quadro de sonhos para 2017.

CLIQUE AQUI!

Superando a nossa Sombra

Você já se sentiu em algum momento assim:

– Frustrado, sentindo que não conseguia progredir nos seus planos e projetos
– Procurando os motivos por tudo dar errado e não encontrando nada que considerasse relevante
– Achando que era azarado ou incompetente ou que não merecia uma vida melhor, pois as histórias sempre se repetiam na sua vida e o final nunca era feliz
– Ouvindo as mesmas vozes internas que repetiam continuamente o quanto você era ruim (ou fraco ou imprestável ou burro ou instável…)
– Esbarrando frequentemente no mesmo tipo de pessoa que dificultava o seu caminho
– As pessoas sempre pisando no seu “calo”.
– Deprimido, desestimulado e incapaz de resolver a situação que estava vivendo
– Que seus dias eram cinzas, sem cor ou força de vontade.
– Refém de si mesmo, pois na hora H fazia tudo errado.

Se você respondeu sim para uma ou mais situações acima, lhe digo que há uma grande probabilidade de você ter esbarrado em uma sombra sua.

O que te move?

Podcast sobre o primeiro capítulo do livro “Mais Rápido e Melhor” de Charles Duhigg, o mesmo autor do ótimo livro “O Poder do Hábito”, com algumas perguntinhas! ;)

Você acredita que tem participação nas coisas que lhe acontecem?
Ou acredita que tudo tem origem externa e não pode controlar?
Você faz as coisas porque “têm que fazer”?
Ou escolhe fazer aquilo por algum motivo seu?
Escolher nossos porquês é a grande chave para superarmos trechos difíceis do caminho. Nem tudo está exatamente como gostaríamos, mas escolher fazer algo por algum motivo que faça sentido alavanca a nossa trajetória.