Criar pausas reais

Este texto foi publicado originalmente no jornal “Tablóide de Vargem Grande Paulista”

 

Férias é um termo engraçado. É assunto contínuo no trabalho, ansiadas, às vezes planejadas, motivo de suspiros e de reivindicações (afinal, quem nunca gritou um “preciso de férias!”?).

Mas com muita gente acontece nesse período um efeito estranho. Elas agem nesse momento de pausa com o mesmo padrão que viveram o ano inteiro – principalmente seu trabalho.

Agendam mil coisas, correm, criam “urgências” desconfortáveis e, principalmente, reclamam. Muito. Sempre.

E aquele período que foi tão  desejado vira o mesmo inferno que o resto do ano. Sem tempo, sem calma, sem respiro, sem paciência, sem alma.

Precisamos aprender a pausar. A viver. A honrar nosso tempo – recurso escasso e não renovável, vale lembrar. A criar momentos de felicidade. A estancar o vício da queixa. A amarmos estar com aqueles que nos cercam.

Férias só serão FÉRIAS com a nossa postura de pausa e renovação.

Elisa Rodrigues Autor

Buscadora. Inquieta. Sonhadora. Rabugenta (às vezes). Cheia de ideias. Principalmente, alguém que exercita diariamente um olhar de encantamento para beleza do mundo. Veja mais sobre o meu trabalho terapêutico em www.elisarodrigues.com.br