O dom de ser feliz

“Cada um de nós compõe a sua própria história

Cada ser carrega em si o dom de ser capaz de ser feliz”

Tocando em frente – Almir Sater e Renato Teixeira

Perdi as contas de quantas vezes cantei essa música e refleti sobre cada um de seus versos.
Ainda assim, sou surpreendida com novos insights cada vez que a ouço. (Esta também seria uma criação da categoria oceano – da qual já falei dos livros )
Agora sou lembrada de que nossa história é própria, única.
Que nenhum roteiro de novela pré-fabricado vai funcionar.
O pior é que a gente insiste. Insiste em achar que nossa vida é um checklist de conquistas: casa, carro, filhos, cargos, investimentos, viagens, títulos… Com o tempo chegamos simplesmente ao fim da lista, mas não há realização como esperado. E aí descobrimos que vivemos um roteiro alheio ao nosso mundo interno.
E mais desastroso ainda: isso acontece se chegarmos ao fim da lista. Várias pessoas param no meio dela e se acreditam fracassadas – sem saber que essa também é a sensação de quem chegou ao fim. Muitos se culpam por não ter conseguido “ticar” um dos itens da lista – seja a casa da praia, o título acadêmico, a casa cinematográfica. Não sei o que é pior – passar por tudo e descobrir que não serviu de muito ou sofrer tentando e se sentir um desastre por não conseguir.
Então, que as coisas sejam mais simples. Que nos conectemos com o nosso dom de ser capaz de ser feliz, singelamente. A sua felicidade é só sua, feita sob medida. Seja o seu alfaiate!

Elisa Rodrigues Autor

Buscadora. Inquieta. Sonhadora. Rabugenta (às vezes). Cheia de ideias. Principalmente, alguém que exercita diariamente um olhar de encantamento para beleza do mundo. Veja mais sobre o meu trabalho terapêutico em www.elisarodrigues.com.br